Leia vários depoimentos de pacientes que venceram a luta contra o cancer!
 
 
 
 
 
 

Leucemia

 

O que é a Leucemia?

A leucemia (do grego leukos "branco"; aima "sangue") é uma neoplasia maligna (cancer) que atinge o sangue mas que tem origem na medula óssea tendo causas desconhecidas mas que envolvem alterações gênicas como translocações e deleções. Ela tem como principal característica uma proliferação anormal de células da medula óssea, que originariam as células sanguíneas, e, a depender da linhagem dessas células terá-se o tipo de leucemia (mielóide ou linfóide).

Existem diversos tipos de leucemias, são todas malignas cada uma com características como prognóstico e tratamento diferentes, sendo, desta forma, o termo leucemia uma designação muito ampla. Os principais tipos de leucemia são:

leucemia linfóide aguda: o tipo de leucemia mais frequente na criança
leucemia mielóide aguda: mais comum no adulto
leucemia linfóide crônica: mais comum em idosos
leucemia mielóide crônica: mais comum em idosos

Quais são os sintomas da Leucemia?

As manifestações clínicas da leucemia são secundárias à proliferação excessiva de células imaturas (blásticas) na medula óssea, que infiltram os tecidos do organismo, tais como: amígdalas, linfonodos (ínguas), pele, baço, rins, sistema nervoso central (SNC) e outros. A proliferação rápida das células leucêmicas faz com que estas vão ocupando cada vez mais a medula óssea, não deixando mais as células normais (hemácias, leucócitos e plaquetas) se reproduzirem normalmente e saírem da medula óssea, causando os sintomas.

Síndrome anêmica: aparecem pela redução da produção dos eritrócitos pela medula óssea.

  • Sonolência
  • Cansaço
  • Irritabilidade e fraqueza
  • Pouca fome, conseqüentemente, emagrecimento
  • Palpitações
  • Dores de cabeça
  • Tonturas
  • Desmaios
  • Em casos mais graves, palidez

Síndrome trompocitôpenica (hemorragias): aparecem pela redução de plaquetas que são de grande importância para a coagulação do sangue, pois evitam os sangramentos.

  • Hematomas (manchas roxas) grandes que aparecem sem trauma algum
  • Hematomas (manchas roxas) que aparecem e reaparecem, sucessivamente, após pequeno trauma
  • Petéquias (pequenas pintinhas vermelhas de sangue que aparecem na pele)
  • Petéquias dentro da boca
  • Epistaxe
  • Sangramento gengival
  • Menstruação excessiva
  • Algumas vezes, sangue nas fezes

Síndrome leucopênica (mais neutropênica): aparecem pela diminuição de leucócitos normais, principalmente os neutrófilos, que atuam na defesa do organismo contra infecções.

  • Infecções freqüentes
  • Língua dolorida, machucada
  • Aftas, machucados frequentes que aparecem e reaparecem dentro da boca ou no lábio
  • Febre
  • Algumas vezes, suor excessivo durante a noite e gânglios linfáticos saltados
  • Esplenomegalia e/ou Hepatomegalia (sensação de barriga cheia, lotada)

Ocasionalmente, também pode ocorrer:

Infiltração das células leucêmias nos órgãos, tecidos e ossos causando:

  • Dor nos ossos
  • Dor no esterno
  • Dor nas articulações
  • Problemas nos órgãos.

Esses sintomas geralmente aparecem em "tríade", ou seja, pelo menos, um sintoma de cada síndrome (anemia, plaquetopenia, leucopenia). Por exemplo, uma pessoa pode apresentar sonolência, manchas roxas e febre. Porém, existem casos raros em que a pessoa apresenta apenas uma anemia normocítica de difícil tratamento.

Artigos sobre Leucemia

Sofredor de Leucemia entra em remissão antes de iniciar tratamento

Avanço na Leucemia Linfocítica Crônica: Extrato e chá verde pára progressão do cancer na maioria dos pacientes

Compostos do chá verde encontrados a ajudar a parar Leucemia

Extrato de chá verde pode retardar a Leucemia, os pesquisadores sugeriram

Quais são as causas da Leucemia?

Consulte as nossas causas principais do cancer para obter mais informações sobre as causas do cancer.

Depoimentos da Cura da Leucemia

Leucemia, Anemia e Fibrilação Atrial

(Em 9/19/07, Jeanne escreveu) "Nós também estamos lutando contra a Leucemia e/ou Anemia. Meu marido tem muito melhorado desde o início do Protocolo Curativo cerca de 4 meses atrás. Passamos por uma batalha, pois ele é intolerante à lactose, mas finalmente estabilizamos ele por adição de enzimas recomendadas pelo seu médico Naturopata.

Agora ele aguarda ansioso pela receita curativa no café da manhã. Acredito firmemente que estamos no caminho certo, porque a sua memória de curto prazo têm melhorado muito. Não sei ao certo se é a receita curativa, as enzimas ou uma combinação. Vamos apenas continuar à manter o que estamos fazendo. Ele também tem fibrilação atrial e só esta semana passada, ele registrou um ritmo sinusal normal! Espero que isso permaneça, mas com fibrilação atrial, acho que um nunca pode ter certeza. Vou manter todos atualizados."

Leucemia Linfocítica Aguda, Cura Milagrosa do Brian Mullen usando Poly-MVA

(26 de Junho de 2001) Carta escrita por John Mullen (Pai do Brian)
No domingo, 10 de Setembro de 2000, Brian Mullen, 32 anos, foi diagnosticado na Universidade Emory, em Atlanta, Georgia com leucemia linfocítica aguda (LLA), a leucemia estava presente em 98% de sua medula óssea. Os médicos disseram que Brian teria pouca chance de sobreviver o fim de semana. Durante este tempo a Universidade Emory em Atlanta, EUA estava oferecendo um estudo de pesquisa experimental. Se Brian sobrevivesse, ele passaria por tratamento pelos próximos 2+ anos. Mesmo com este tratamento, Brian foi dado uma chance de 40% de sobreviver mais 5 anos.

Tornou-se necessário que nós explorassemos outras instalações de tratamento. Baseado no estado crítico de Brian e sua leucemia agressiva, a clínica American Biologics, com centros em Chula Vista, Califórnia, e Tijuana, no México, foi a melhor opção para tratar a doença de Brian. Nenhum outro hospital estava oferecendo um tratamento individualizado do câncer usando medicina integrativa que poderia ajudar o Brian.

A equipe de médicos na American Biologics escolheu Poly-MVA como um ingrediente chave no protocolo de tratamento para combater a leucemia dele. Brian tomou suas dosagens de Poly-MVA com água com as refeições, e dentro de um mês de tratamento, Brian estava em remissão completa - com 0% de células da leucemia em sua medula óssea. Uma recuperação surpreendente - ultrapassando todas as probabilidades.

Brian continua a este dia a tomar Poly-MVA e está indo muito bem. A química do sangue dele é avaliada a cada duas semanas com exames periódicos de medula óssea. A saúde dele é excelente e está vivendo uma vida normal com sua esposa e filha, em Marietta, Georgia.

Atenciosamente,
Dr. John Mullen

Leucemia linfocítica aguda de células Pre-B, Cura da pequena Olivia Jones com suplemento Poly-MVA

(15 de Maio de 2003) Caro Tim, Eu deveria ter enviado esta história para você há muito tempo para adicionar à sua lista atual de depoimentos, mas o nossa dia-a-dia normal e maravilhoso da vida me atrasou. Aqui está a história de Olivia:

Nossa filha de 3 anos, Olivia, foi diagnosticada com Leucemia Linfocítica aguda Pré-B em 30 de Maio de 2001. Dentro de 2 dias após seu diagnóstico ela foi iniciada na quimioterapia no incentivo apressado dos médicos dela. Eles no guarantiram que este tipo de leucemia era “a única a ter já que a taxa de cura era tão alta”. Olivia passou por infusão de quimioterapia, injeções de quimioterapia, medicamentos orais, incluindo esteróides, anti-bióticos e anti-fúngicos por 1 mês, quando fomos ditos que ela entraria em remissão já que a taxa de cura era de 85%! Depois disso planejamos que ela continuasse na quimioterapia por mais 2 anos para manter o câncer longe, o que iria incluir 1 semana por mês de estadia hospitalar para infusão intensiva.

Bem, adivinhe o que aconteceu? Após 1 mês Olivia não entrou em remissão. Em vez disso seu prognóstico se tornou muito pior. Os médicos insistiram em que ela iniciasse em um novo tratamento de quimioterapia imediatamente que seria muito mais agressivo. Fomos informados de que sua chance de recuperação era tão mínima que a sua única esperança era um transplante de medula óssea, com medicamentos pré-op e tratamentos de radiação extensos para preparar adequadamente o seu corpo para a medula óssea do doador.

Enquanto Olivia continuou seus cuidados com o hospital local, aprendemos mais sobre suas chances reais de recuperação e começamos a olhar muito mais desesperadamente para tratamentos alternativos desta doença. Aprendemos que as complicações do transplante de medula óssea poderiam ser tão mortais quanto o próprio câncer. Descobrimos que a maioria das comunidades médicas, e os médicos tradicionais não iriam incentivar a família de uma criança com câncer para olhar, considerar ou (Deus me livre) tentar qualquer tratamento diferente daquele que era atualmente a norma aceita. Procuramos outras opiniões sobre o diagnóstico e tratamento de Olivia nos hospitais em Dallas e Houston, Texas; Orange e Los Angeles, Califórnia, Atlanta, Geórgia, México, até mesmo hospitais da Suíça. Cada opinião era a mesma, que as crianças nunca são tratadas de forma diferente do que a norma aceita pela comunidade médica, por causa de obrigações legais (pais não sendo legalmente capazes de determinar o curso de atendimento de seus filhos menores se indo contra os desejos médicos), ou porque nada alternativo foi provado e documentado para outros considerarem.

Olivia teve um total de 3 ciclos de quimioterapia diferentes e, finalmente, entrou apenas em remissão temporária. Os médicos estavam insistindo que a radiação e um transplante de medula óssea eram os únicos tratamentos que poderiam salvar a vida dela. Eles afirmaram que, mesmo com estes tratamentos, as chances dela sobreviver os 100 dias após estes tratamentos era muito pequena. Se ela sobrevivesse aos primeiros 100 dias, então as chances aumentariam. Seguindo esta notícia então tomamos a decisão de tentar apenas medicinas alternativas, para ver o que iria acontecer. Nós fomos contra o aconselhamento médico e decidimos que Olivia não iria receber a quimioterapia nem o transplante de medula óssea. Nós não recebemos nenhuma resistência de seus médicos quando tiramos ela do programa de tratamento deles. Assim concluimos que eles perceberam que o prognóstico dela era tão ruim que eles assim não iriam questionar a nossa decisão. Infelizmente, temos ouvido falar de muitas outras famílias cujos filhos não foram autorizados a prosseguir com tratamentos alternativos. Em alguns casos, médicos e trabalhadores de serviços de proteção à criança levram famílias ao tribunal para controlar o tratamento.

Nós aprendemos sobre Poly-MVA pelo Dee Simmons, o fundador e presidente do Ultimate International Living, uma compania de produção e distribuição de produtos nutricionais. Esta é uma empresa com a qual meu pai, Gary King, serviu como vice-presidente antes de sua aposentadoria. Fomos também muito encorajados pelo Brian Mullen (ver depoimento acima), outro sobrevivente do Poly-MVA, que tem estado em remissão por vários anos de uma leucemia adulta de força total. Olivia pesava 30 quilos neste tempo e por isso começou a tomar 2 colheres de chá de Poly-MVA diariamente após cerca de 10 semanas do diagnóstico de sua doença. Ela continuou com 2 colheres de chá por dia durante 4 meses e, em seguida, uma vez que estavamos confiantes que a remissão dela era segura reduzimos para 1 colher de chá por dia. Hoje, ela continua em 1 colher de chá para manutenção. Ela também toma Chá ESSIAC e alguns suplementos naturais e nutricionais para crianças. Nós melhoramos a dieta dela com alimentos orgânicos (quando disponíveis), muita água engarrafada, mais frutas, legumes e verduras e paramos completamente qualquer “fast food ou alimentares processados”, incluindo todos os açúcares.

Atualmente testamos os níveis de sangue da Olivia uma vez por mês. Ela ainda está em remissão, ela está ficando mais alta e pesa 45 quilos. Ela já ganhou todo o seu cabelo de volta, tem bastante monte de energia, e está fazendo tudo o que uma menininha de 5 anos faria.

Fomos ditos que a Olivia não iria sobreviver por dois meses se não fizesse imediatamente o transplante de medula óssea, em Agosto de 2001. Estamos entusiasmados para provar que a comunidade médica não sabe tudo. Acreditamos firmemente que nós fomos abençoados com amigos, família, e uma orientação religiosa que nos ajudaram neste desafio que foram os últimos dois anos. Fomos realmente abençoados, um hoje temos um milagre.

Obrigado por toda a ajuda que nos deram.
Kandis e José Jones, McKinney, Texas

Leucemia de Células Pilosas, Cura da ex-exposa do John Tod tomando o Chá ESSIAC e de seu gato também

Minha primeira experiência com o câncer foi com a minha segunda esposa. Ela foi diagnosticada com Leucemia de Células Pilosas, em 1997. Ela estava apavorada pois tinha visto a mãe e a tia ambas morrerem de câncer. Ela foi dita de que a quimioterapia era “a única esperança” que ela tinha.

Minha ex-esposa e meu gato se curaram do cancer com o Chá ESSIAC

Eu tive uma sensação de que deveria haver algo “lá fora” que poderia funcionar. Eu comecei a pesquisar na internet por dias, sempre pesquisando e comparando referências e, finalmente, encontrei a cura de ervas da enfermeira native canadense que pareceu seu a melhor opção. Se chamava ESSIAC. A documentação era ótima e os depoimentos foram muito bons. Eu decidi tentar. Minha ex-mulher ficou animada em vez de correr o risco de tomar a quimioterapia.

Eu comprei o chá de ervas e preparei de acordo com as instruções e dei a ela a dosage indicada de 120ml, três vezes por dia. Nós aumentamos a dosagem gradualmente até este nível durante vários dias como recomendado.

Para ser brutalmente honesto, eu não achava que isso iria funcionar. Como poderia um chá de ervas curar o câncer, após toda a pesquisa que a indústria do câncer tinha feito?

Nós continuamos o tratamento por seis semanas. Nós não tinhamos idéia se ele estava funcionando ou não, exceto quando houve uma descarga de muco inexplicável com suas fezes. Depois de seis semanas, ela foi chamada ao hospital para testar o quão longe o câncer havia se espalhado.

Não foram observadas células cancerosas no sangue. Uma biópsia de medula óssea foi feita e nada nisso também. O oncologista sugeriu uma esplenectomia já que leucemia, às vezes, vai para o baço e se “esconde” durante períodos de remissão. Nós relutantemente concordamos já que que ele era o perito..... certo? Bem, um esplenectomia foi realizada e uma biópsia desta foi feita. Células cancerosas não foram encontradas mesmo que sua contagem de células brancas do sangue tenha permanecido alta. Ele nos referiu para outra clínica de câncer para análise e o tempo todo dizendo que o ESSIAC não poderia ter curado ela. A outra clínica de câncer não encontrou a causa para a recuperação “milagrosa” dela. Ela faleceu em 2009 (12 anos depois) de enfisema e DPOC de uma vida de tabagismo pesado na verdade, ainda livre do câncer.

Sobre o gato: Minha nova esposa e eu tinhamos um gato chamado “Fluffy”, que foi diagnosticado com um tumor ósseo terminal canceroso. Contei a história da minha ex-mulher para ela e ela disse: “Por que não tentar no gato?” O veterinário disse que o pé deveria ser amputado e quimioterapia dada e não haveria garantias. Tratei ele com Essiac das cápsulas misturadas com sucos de frutas e administrada ao gato com uma seringa. Era a única maneira de obter o material para o gato. :)
Para fazer uma longa história curta, o gato foi curado e a análise de raios-X final não mostrou nenhuma atividade de câncer e a área óssea, onde o câncer estava começou a se “remodelar”. O gato ainda está vivo, hoje, com as quatro patas. Risos!

Aqui está o papel de raios-X interpretadas pelo veterinário.


Leia mais depoimentos da cura do cancer!

 
 

A Leucemia tem cura!

Aprenda o protocolo anti-cancer de sucesso internacional com o nosso Kit Completo da Cura Natural do Cancer.

Aprenda também sobre os perigos da quimioterapia e sobre as mentiras das indústrias farmacêuticas.

 

 

Kit Completo do Protocolo Natural Anti-Cancer

Lutando contra o câncer? Em dúvida sobre quais alimentos comer e quais evitar? Você sabia que você pode estar alimentando o câncer ao mesmo tempo em que você está tentando eliminá-lo?

Aprenda a dieta e muito mais em formato passo à passo. Uma dieta anti-cancer é um componente importantíssimo que não deve ser ignorado. Não perca tempo! Aprenda mais...

 
 

É facil! Com os nossos livros e DVD você aprenderá o protocolo anti-cancer em menos de 1 hora.

 
 

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba grátis o relatório intitulado "O que as Indústrias do Cancer não querem que você saiba!"

*
 
 
 

AVISO LEGAL: Todas as informações contidas neste website não devem ser consideradas como aconselhamento médico. Você deve sempre consultar o seu médico. Nosso objetivo é fornecer as melhores informações de outros cientistas, médicos, especialistas de saúde e revistas médicas para você fazer sua própria decisão. Todos os produtos que indicamos e vendemos são suplementos naturais dietéticos que importamos.

Site Meter